Enem 2018 tem 5,5 milhões de inscrições confirmadas, menor número desde 2011

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 recebeu 5,5 milhões de inscrições, de acordo com balanço divulgado na terça-feira, dia 29, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anís

Enem 2018 tem 5,5 milhões de inscrições confirmadas, menor número desde 2011

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 recebeu 5,5 milhões de inscrições, de acordo com balanço divulgado na terça-feira, dia 29, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

O número ainda pode subir, já que há a possibilidade de que novas inscrições sejam confirmadas via recursos ou decisão judicial. Por enquanto, é o menor índice registrado desde 2011, quando o exame teve 5.380.857 inscritos.

 

Em 2017, foram 6,7 milhões de participantes confirmados, ou seja, houve uma redução de 18%. Mudanças nas finalidades da prova podem explicar a queda registrada nas duas últimas edições: desde o ano passado, o Enem deixou de servir para certificação de conclusão do ensino médio.

 

Candidatos que não se formaram na idade correta e queiram buscar o diploma precisam, desde então, prestar o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que não era usado desde 2009. Conseguindo uma pontuação mínima na prova, podem solicitar a certificação.

 

A edição do Encceja 2018 teve 1,69 milhões de inscritos - 356.326 desejam obter o diploma de conclusão do ensino fundamental e 1.339.281, do ensino médio. As provas serão aplicadas em 5 de agosto.

 

 

 

Isenção na taxa de inscrição no Enem

 

Do total de participantes, 3,5 milhões tiveram a isenção da taxa de R$ 82. Pela primeira vez, foi preciso requerer o benefício em um processo anterior ao da inscrição.

 

Quem conseguiu a isenção em 2017 e faltou ao exame precisou justificar a ausência para poder ter o mesmo direito neste ano. "Não podemos ter em cada uma das edições 2 milhões de pessoas, como no ano passado, que se inscrevem e não participam. Isso gera custo de impressão, de segurança. Precisamos combater o desperdício de dinheiro público", afirma Rossieli Soares, ministro da Educação.

 

O direito ao benefício foi reservado àqueles que:

 

*  Estão cursando a última série do ensino médio, em 2018, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;

*  Fizeram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada, e têm renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio (R$ 1.431);

*  Estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica por serem integrantes de família de baixa renda e que possuam Número de Identificação Social (NIS), único e válido, e renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 477) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.862);

*  Fizeram o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 e atingiram nota mínima para certificação.

 

Os dois primeiros itens da lista acima (estudantes de escola pública ou bolsistas da rede privada) concentraram 39,7% das isenções do Enem 2018.

 

 

 

 

Datas das provas

 

 

O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro:

 

04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação.

Duração: 5h30

 

11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.

Duração: 5h (30 minutos a mais do que em 2017)

 

 

 

Calendário

 

13/10/18: divulgação do cartão de confirmação

4 e 11/11/18: provas do Enem

14/11/18: divulgação dos gabaritos

17/01/19: resultados

 

 

Horários das provas

 

Abertura dos portões: 12h

Fechamento dos portões: 13h

Início das provas: 13h30

Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia)